O teu clube ganhou. A vitória foi suada. Um golo no último minuto, duvidoso. Durante uma semana terás tempo para debater o assunto. Os clubes rivais encarregar-se-ão de dissecar o assunto até à exaustão, imagem atrás de imagem, discussão atrás de discussão, durante horas e em vários canais de televisão. Nas redes sociais discutes, enervas-te, perdes amigos. Estava ou não fora de jogo?

Na casa ao lado, uma família passa fome, ele desempregado, ela com o ordenado mínimo, dois filhos para criar, 4 bocas para comer, que se empanturram de fome e de ar.
Mas isso agora, já não te interessa!

O teu partido perdeu as eleições. A oposição venceu. Trocaram-se insultos, contaram-se verdades, inverdades e mentiras. Difamações, julgamentos públicos e insinuações. Vale tudo para derrubar o opositor. E assim vives, de quatro em quatro anos, sempre ao ataque. Quer estejas à esquerda ou a direita, quer os teus governem ou sejam governados. Vives na falha do outro, de visão toldada, defendendo a tua dama, mesmo que a desonestidade que lhe apontam, não se resuma apenas, a especulação ou má fama.

Na casa ao lado, os gritos do costume, o arrastar de móveis do costume, as bofetadas do costume e as nódoas negras do costume, tatuadas naquele corpo que um dia foi de mulher.
Mas isso agora, já não te interessa!

O teu patrão comprou um carro novo com o suor do teu trabalho.
O teu colega transporta no bolso um telemóvel topo de gama comprado, dizes tu, a crédito.
O teu vizinho tem um emprego de sonho e ganha bem, porque os bons empregos só se arranjam à custa da cunha.
O teu primo vai gozar umas férias paradisíacas, porque a sorte, essa, nunca bate à tua porta.
E perdes tantas e tantas vezes o teu tempo a falar no que o outro tem, conseguiu ou conquistou sem saberes com que suores e sofrimentos, e isso porque apenas vês e invejas do lado de fora.

Na casa ao lado, uma criança não foi à escola mas não faz mal porque não é teu filho que esse, com a graça de Deus, até tira boas notas.
Mas isso… isso agora já não te interessa.

Publicado em Bird Magazine.

Raul Tomé ☀ Balthasar Sete-Sóis

About Raul Tomé ☀ Balthasar Sete-Sóis

Raul Tomé é licenciado em Sociologia, Mestre em Ciências do Trabalho e Relações Laborais e Pós-Graduado em Políticas de Igualdade e Inclusão.
Ex-cronista do Jornal Negócios, autor e co-autor de artigos científicos, colabora actualmente com a revista Repórter Sombra.

Poderá gostar também de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *